Seguidores

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

MORREMOS TODOS EM SANTA MARIA

Não consigo expressar a dor que eu sinto no meu peito com a tragédia que ocorreu em Santa Maria. Como disse Carpinejar, todos nós morremos um pouco neste dia... Foi um dia negro como a fumaça que sufocou aqueles 231 jovens. Um dia para nunca mais ser esquecido. Um dia errado, um lugar errado, um momento errado... Nada funcionou. A porta de emergência não abriu, o extintor não destravou, a saída não foi encontrada... Vai ver era pra ser assim! Mas como vamos compreender tal ocorrência? E os nossos corações de pais choram copiosamente em coro com os pais destes jovens que deixaram tão cedo de caminhar na estrada desta vida terrena!Deixo aqui um texto emocionante de Fabrício Carpinejar:
"A MAIOR TRAGÉDIA DE NOSSAS VIDAS
Morri em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Morri na Rua dos Andradas, 1925. Numa ladeira encrespada de fumaça. 
A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta. 
Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa. 
A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013. 
As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada. 
Morri porque tenho uma filha adolescente que demora a voltar para casa. 
Morri porque já entrei em uma boate pensando como sairia dali em caso de incêndio. 
Morri porque prefiro ficar perto do palco para ouvir melhor a banda. 
Morri porque já confundi a porta de banheiro com a de emergência.
Morri porque jamais o fogo pede desculpas quando passa. 
Morri porque já fui de algum jeito todos que morreram. 
Morri sufocado de excesso de morte; como acordar de novo? 
O prédio não aterrissou da manhã, como um avião desgovernado na pista. 
A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados.
Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro.
Mais de duzentos e trinta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos.
Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal. 
As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso. 
Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu.
As palavras perderam o sentido."
(Fabrício Carpinejar)
Meus sentimentos!

8 comentários:

Malu Silva disse...

Faço minhas estas palavras postadas por você, minha amiga, aqui!
Meus sentimentos.
Sinto um infinito vazio e a impotência diante de determinados fatos... mas esta é a vida. Que o tempo amenize a dor destas pessoas porque apagar ele nunca irá conseguir...
Um grande abraço!!!

MARILENE disse...

Não temos o que dizer porque nossos corações choram. Só Deus poderá dar conforto e consolo aos que viram sair de casa os filhos, com alegria, sem imaginar que jamais veriam, outra vez, os seus sorrisos. Bjs.

Anne Lieri disse...

Ai MARI!Este texto está de chorar de tão lindo e real,diz tudo o que não sabemos dizer!Que Deus console essas famílias!bjs,

edumanes disse...

Daqui envio a todas as famílias enlutadas os meus sentidos pêsames.
Terrível tragédia que aconteceu, no Brasil e centenas de pessoas perderam a vida. Numa festa que deveria ser de alegria, mas infelizmente, terminou em dor e sofrimento!

Para você, minha amiga,
desejo uma boa noite,
um braço
Eduardo.

silvioafonso disse...

.


Amor sobre os trilhos
do metrô, do Rio.

Veja detalhes, no meu
blog, hoje.

Beijos,

silvioafonso






.

Vera Lúcia disse...


Olá Marineide,

O texto emociona.
Li hoje num blog uma informação que houve pais que perderam quatro filhos na tragédia e que houve até quem infartasse ao velar os amigos.
Ainda estou chocada.
Apesar de saber que desencarnes coletivos tem uma razão de ser, não posso deixar de pensar na dor dos familiares e amigos bem como no desespero que antecedeu a morte desses jovens.

Resta-nos orar por todos e torcer para a recuperação dos muitos que ainda correm risco de morrer.

Beijo.

Toninho disse...

Um dia para não ficar na amnesia deste país.
Muito triste e revoltante.
Um grito sufocado amiga.
Bjo.

Doña Nieves disse...

Marineide
Bom dia querida...
Realmente eu li este texto e muito emocionante, sou mãe de adolecente e nen consigo imaginar como estão os Familiares neste momento.
Eu mesma tive que me afastar por alguns día da net e sem asistir TV. porque me afecto demás... nen consigo espresar que sinto é so TRISTEZA... mis sentimientos a Familia!

Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR