Seguidores

quarta-feira, 4 de maio de 2011

C TEM CERTEZA QUE NÃO TEM?


Hepatite C: Hepatite que pode ser adquirida através de transfusão sanguínea, tatuagens, uso de drogas, piercings, e em manicure, e de grande preocupação para a Saúde Pública.



A OMS estima que 5 milhões de brasileiros estejam contaminados com o vírus da hepatite C e NÃO SABEM.

A hepatite C é causada por um vírus que ataca o fígado de forma lenta e silenciosa, inicialmente sem sintomas físicos para o portador(assintomática). O vírus pode danificar o fígado da pessoa contaminada, ocasionando, cirrose e/ou câncer do fígado. A evolução do dano ao fígado é diferente para cada individuo, podendo levar entre 20 a 30 anos, quando 1 de cada 4 infectados evolui para cirrose e/ou câncer no fígado. O portador de hepatite C que desconhece estar infectado aparentemente leva uma vida totalmente normal, pois a patologia na maioria dos casos não apresenta sintomas e os riscos de contágio na vida social, na família ou no trabalho são pequenos quando tomadas algumas precauções. E silenciosamente pode estar perdendo o seu fígado!



Transmissão:

A maior fonte de contaminação aconteceu no passado com as transfusões sanguíneas, hoje muito reduzidas pelos testes de sangue realizados nos hemocentros.

O compartilhamento de seringas e de agulhas de injeção por uso médico também foi grande fonte de contaminações, hoje deve se usar apenas material descartável.

Atualmente, os maiores fatores de risco de contaminação são o compartilhamento de materiais de higiene pessoal(alicates de unha, laminas de barbear, acidentes perfuro cortantes hospitalares e não hospitalares), incluindo clinicas de estética que não seguem as Leis de biossegurança.


Triagem e Acompanhamento:

TODAS pessoas com mais de 30 anos ou que se encontram em situações de risco(profissionais de saúde, bombeiros, policiais, manicures etc...) devem fazer seus exames conta as hepatites e imunizar-se nos casos da hepatite A e B caso não esteja imunizado ainda , já o exame da hepatite C é chamado Anti-HCV, é um exame de sangue simples, barato, não é traumático(não deve doer). É coberto por todos os planos de saúde e feito gratuitamente pelo SUS em todos os municípios do Brasil. No caso do SUS procure o local chamado CTA – Centro de testagem e Aconselhamento ou ainda algum posto de Saúde(UBS).

Na sua próxima consulta médica, converse peça a seu médico para realizar os exames de detecção das hepatites. Se o resultado for positivo, procure assistência médica especializada(médico hepatologista, infectologista ou um gastroenterologista) através do SUS ou seu plano de saúde.

No caso da hepatite C, não existe vacina! A única prevenção é a informação.



Como evitar o contágio com a Hepatite C?



Infectar-se com o vírus da hepatite C é muito difícil, pois ele somente é transmitido através do contato com sangue contaminado penetrando na pele por algum ferimento.

Não há comprovação cientifica de contaminação através de outras secreções(fluídos) corporais, como saliva, suor, lágrimas, sêmen ou leite materno(a mãe contaminada pode amamentar). Não ocorre transmissão do vírus da C por meio de abraços, beijos, sexo tradicional, ou pelo compartilhamento de pratos, copos e talheres, Já os matérias de higiene perfuro cortantes deve ser separado(alicates de unha, laminas de barbear, uma vez que podem transmitir inclusive outros microorganismos além da hepatite C).


O próprio portador da hepatite C deve cuidar-se para não entrar em contato com outros microorganismos que podem agravar seu estado de saúde.

O contágio sexual é muito difícil e nem pode ser chamado de contágio sexual, porque mesmo durante o ato sexual SE houver sangramento arterial durante o ato sexual, e os dois parceiros estiverem feridos (porta de saída e porta de entrada do sangue) a transmissão ainda é via sanguínea, ou seja, sem sangue, sem possibilidade de contaminação.

Não podemos deixar de comentar sobre os estupros e atos sexuais violentos, nesses casos pode haver sangramentos e se um dos parceiros estiver contaminado, a transmissão poderá ocorrer através dos ferimentos provocados pelo ato.

Contudo todos nós portadores das Hepatites ou não, devemos adquirir o costume educado de utilizar somente seus matérias de higiene individuais, não pode ser compartilhado por ninguém, há muitos tipos de microorganismos transmissiveis.

Exija que seu dentista use máscara facial, luvas e protetores da base da turbina, no micro-motor, da seringa de ar e da “asa” do foco de luz, descartáveis e que sejam trocados na sua frente. O vírus de matem vivo(ativo) até por três dias nos instrumentos contaminados. E ao serem reutilizados podem infectar outras pessoas, além de infectar um portador com outros microorganismos quando os cuidados com a biossegurança não estão devidamente cumpridos.




NÃO EXISTE OUTRA FORMA DE PREVENÇÃO CONTRA HEPATITE C, APENAS APRENDER E CUIDAR-SE

O MELHOR TRATAMENTO É O PREVENTIVO!

C TEM CERTEZA QUE NÃO TEM?

Telma Alcazar
Coordenadora
MegLon


Veja aqui tambémhttp://youtu.be/skbrAU67rhI


Photobucket
Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR