Seguidores

terça-feira, 5 de outubro de 2010

A TÉCNICA DO DIQUE!


Todos nós por vezes na nossa vida tomamos caminhos que não são os mais adequados.


As razões pelas quais o fazemos, não são agora relevantes.

Podem ser por pressão social, por preguiça, por amor a outra pessoa, enfim, as razões podem ser tão imensas como um rio.

E é precisamente aí que queria chegar hoje.
Hoje vou falar-vos da técnica do dique!

Por vezes entramos por um caminho que não será o mais aconselhado para nós e que sabemos que mais cedo ou mais tarde irá prejudicar-nos se não o abandonarmos 
Racionalmente seria fácil, pensar, "devo sair dali", mas o que é certo é que nem sempre temos os recursos internos ou a coragem para o fazer.
Algo que no início parecia inocente.

Como fumar um cigarro, um relacionamento amoroso, um emprego que não nos traz o que precisamos, o acordarmos tarde todos os dias, etc.

Depois de 1 ano, 2 anos, 3 anos, pode tornar-se numa bola de neve que toma um balanço tal, que é muito difícil pará-la.
Nestas situações, por mais que se diga racionalmente, eu tenho de parar, o que é certo é que não o conseguimos fazer facilmente.
É aqui que entra em acção a técnica do dique.

A ideia é que um dique ou uma barragem, possui um limite para a quantidade de águas que aguentam.
E o que é que acontece quando o volume de água é maior do que a capacidade do dique?
Exacto, o dique rebenta!

O ser humano para mudar, funciona como uma balança.
De um lado está o prazer e do outro está a dor.
E quando o prato da balança da dor tem mais peso do que o do prazer, dá-se um fenómeno interessante.
Mudamos.

O que proponho hoje é precisamente isso.

Mentalmente utilizarmos a técnica do dique e que permite, juntar os recursos necessários em termos de dor para podermos realizar as mudanças que necessitamos. 

Antes de começar, chamamos a Vossa atenção que esta técnica é bastante forte e dependendo dos problemas em questão, poderão originar, crises de choro.

Caso seja algo bastante grave, procure a ajuda de um hipnoterapeuta para o conduzir neste processo!

Para podermos realizar esta técnica com sucesso, temos de realizar os seguintes passos:

1. Sente-se confortavelmente, de preferência com uma caixa de lenços de papel ao lado.

2. Respire profundamente e relaxe.

Caso já tenha programado a sua âncora de relaxamento poderá utilizá-la para relaxar mais rapidamente.

Caso ainda não o tenha feito, tem duas alternativas. Ver os nossos artigos no nosso site ou contar de 10 até 1 conforme vai expirando profundamente para ficar cada vez mais calmo.

3. Quando já estiver suficientemente relaxado, dê início ao processo de "encher o dique"

Penso no seu problema no momento actual.

Como é que o prejudica, que implicações negativas é que tem, e acima de tudo o que é que o leva a querer mudar.

Agora que já tem um inventário mental de todas as consequências negativas, imagine que está a viajar para o futuro.

Imagine que está daqui a um ano.

Veja-se mais velho, oiça as pessoas à sua volta, sinta o ambiente.
Acima de tudo, comece a imaginar todas as consequências negativas agravadas por já ter passado um ano e ainda não ter feito nada. 

4. Volte a fazer este processo (ponto 3) mas projecte-se agora 5 anos para o futuro.

Volte a imaginar todas as consequências negativas exacerbadas, por terem passado 5 anos e não ter feito nada para sair desse caminho.

Pense em todos os problemas e consequências negativas que nestes 5 anos se acumularam por não ter tido a coragem de mudar.

Veja o panorama cada vez mais negro.

5. Repita este processo, mas desta vez imagine que está 10 anos no futuro.

Veja ainda com maior força todos os problemas e consequências negativas aumentadas ao máximo devido a não ter feito nada.

Sinta todo o peso em cima de si por não ter mudado.

Analise cada problema adicional que entretanto surgiu. 

6. Abra os olhos, limpe-os, dado que nesta altura muitas pessoas têm tendência a chorar e sinta toda essa necessidade de mudar acumulada.

Ao chegar a esta fase já deverá ter recursos internos para mudar.
Tome hoje a decisão e mude.

A mudança, ao contrário do que dizem, pode ser imediata.

Veja os exemplos à sua volta.

Conhece com certeza pessoas que deixaram de fumar de um dia para o outro.

Outras que tomaram a decisão e mudaram de um momento para o outro aquele caminho que os estava a levar a destruírem-se lentamente.

O que este processo faz é permitir que através desta viajem temporal, vamos cada vez mais acumulando dor, para que o nosso cérebro diga "BASTA" tens de mudar imediatamente.

Quando chegar a este ponto, aproveite a embalagem e faça já hoje algo para mudar!

NUNCA DEIXE PARA MUDAR
AMANHÃ, PORQUE PODE SER
TARDE DEMAIS!



NUNCA ME ACUSARÃO DO QUE NÃO FIZ!


"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca. E, que esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade".
(Carlos Drummond de Andrade)


Não espere mais para fazer o que tem que ser feito!

Amanhã pode ser tarde demais. Então diga agora o que tem que ser dito. Faça agora o que tiver que ser feito. Sofra agora o que tiver que sofrer...
Eu posso ser acusada de falar demais, de ser precipitada, de não ponderar certas atitudes, mas JAMAIS me acusarão de ser NEUTRA, de ficar EM CIMA DO MURO, de fingir que não está acontecendo nada, de me ACOMODAR com a situação e não AGIR. NÃO SEJAMOS POIS, CONIVÊNTES COM AS ATITUDES DAS PESSOAS QUE NOS CERCAM. QUEM CALA CONSENTE E QUEM CONSENTE TAMBÉM AGE DE MÁ FÉ!


Um semana de paz, amor
 e conscientização a todos!




Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR