Seguidores

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

UNESP/Dia Nacional do Livro


A UNESP de São José do Rio Preto, convida a todos os seus alunos e demais pessoas, a participarem dos eventos de amanhã, pela ocasião do Dia Nacional do Livro:
O Centro Académico de Letras convida a todos para participarem
do I Dia do Livro, que acontecerá amanhã, 29 de outubro. Durante
todo o dia, serão trocados ou vendidos livros do Sebo Estação
Cultural e do Sebo do João. Alguns livros que vieram do Canadá
serão somente vendidos pois o dinheiro arrecadado irá para a ONG
PROEPAD.
Aqui vai a programação:

8h30: Abertura
9h-11h: Palestra sobre Mercado Editorial de Poesia com Frederico
Barbosa
14h-16h: Mesa redonda Escritores Independentes com Sidnei
Olivio, Walter Merloto e Rafael Marquesin
16h30: Evento Cultural
19h-21h: Mesa redonda sobre Tradução Literária com Álvaro
Hattnher e Cláudio Aquati.

21h: Café Literário Em [des]construção

O evento é aberto a todos os interessados, sendo necessário
inscrever-se somente se o participante desejar receber certificado.
Nesse caso, os filiados ao CAL pagam taxa de R$3,00 e os não-
filiados pagam R$5,00, com café literário incluso. Interessados em
participar apenas do café, pagam R$2,00.

Em anexo, o material de divulgação.

Centro Acadêmico de Letras - CAL

Um abraço
Marineide

DIA NACIONAL DO LIVRO



AMANHÃ, dia 29 de Outubro é o dia nacional do livro:

O dia 29 de outubro foi escolhido para ser o “Dia Nacional do Livro” por ser a data de aniversário da fundação da Biblioteca Nacional, que nasceu com a transferência da Real Biblioteca portuguesa para o Brasil.

Seu acervo de 60 mil peças, entre livros, manuscritos, mapas, moedas, medalhas, etc., ficava acomodado nas salas do Hospital da Ordem Terceira do Carmo, no Rio de Janeiro.

A biblioteca foi transferida em 29 de outubro de 1810 e essa passou a ser a data oficial de sua fundação.
www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/livro/home.h
Maiores informações no link acima.

COMO DOIS E DOIS SÃO QUATRO.


Como dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
embora o pão seja caro
e a liberdade pequena

Como teus olhos são claros
e a tua pele morena
como é azul o oceano
e a lagoa, serena

como um tempo de alegria
por trás do terror me acena

e a noite carrega o dia
no seu colo de açucena

--sei que dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena

mesmo que o pão seja caro
e a liberdade pequena

Ferreira Gullar
Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR