Seguidores

domingo, 4 de abril de 2010

Na Grécia: VIVA CRISTO RESSUSCITADO!!!

Este ano, a celebração da Páscoa ortodoxa em abril 4, coincide com as festividades católicas, mas normalmente, as datas são diferentes. Páscoa (Pasha em grego) é  mais sagrada e a mais dramaticamente celebrada festa religiosa no contexto da Igreja Ortodoxa Grega, cheio de rituais, costumes e muita pompa.

Os preparativos para a celebração da Ressurreição tem início na Quinta Feira Santa, o dia em que comemora a Última Ceia de Jesus com os apóstolos. Na parte da manhã, grupos de crianças visitam todos os bairros da cidade, carregando cestos, cantando e recebendo flores para enfeitar o esquife de Cristo. Naquele dia, tradicionalmente as donas de casa vão preparar tsourekia (pães doces lembrando brioche) e ovos coloridos com corantes vermelhos especiais.

 Desde a Antiguidade, o ovo significa a renovação da vida, enquanto a cor vermelha simboliza o sangue de Cristo. Ovos de galinha e não de chocolate, como aqui. Também pode-se colorir de outras cores e decorá-los como quiser ( com diversos desenhos geométricos).
Sexta-feira Santa é o dia mais sagrado da Semana Santa, No dia do ápice da paixão de Cristo, com a deposição da cruz e o sepultamento de Cristo.
É um dia de luto em toda a Grécia. Donas de casa e as crianças vão à igreja na parte da manhã para preparar o Epitáfio, um cadafalso de madeira  elaborado e esculpido que representa o túmulo de Cristo, onde seu corpo será colocada após a Apokathelosis (Descida da Cruz). É ricamente decorado com flores da primavera na maior parte branco, vermelho, e roxo e salpicado com pétalas de flores e água de rosas, decorado com velas e cerimonialmente incensado como um sinal de respeito.

Detalhe: Até nos dias atuais, seguindo um mito popular, mulheres em período de menstruação não tocam no Epitáfio (por serem consideradas impuras nesse estado).

Realiza-se a procissão e, de volta à Igreja, a cerimônia é ao ar livre de tanta gente que se reúne. Todos com uma vela comprida na mão esperando meia noite para poder saudar uns aos outros. Christos Anesti (Cristo ressuscitou). Muitas pessoas levam nos bolsos os ovos para serem quebrados com uma leve batida no ovo do outro.

A atmosfera irá preencher com barulho, rugindo cheers, e fogos de artifício explodindo. As pessoas trocam seus desejos com velas acesas e aroma de incenso  fazendo  três vezes o sinal da cruz na porta do posto sobre a porta da frente de suas casas para dar sorte. Em seguida vão aos restaurantes ou para como todos correram para quebrar o jejum no tradicional. Nos restaurante o menu é o  quaresma-friendly refeição de marisco – polvo grelhado vinagre, anéis de lula, camarão gigante servido com a cabeça intacta, e outros itens deliciosos fazem da noite uma festa rega a vinhos da casa tirados de tonéis.
Na manhã de domingo de Páscoa, em muitas partes do país, o cordeiro será e preparado no espeto. Em aldeias pequenas juntam-se as famílias e assa-se o cabrito em uma churrasqueira comum no meio da rua.  Em outras regiões, a carne  é assada no forno. Há uma atmosfera de festa em todos os lugares e as pessoas bebem retsina, comem e dançam  até tarde da noite.





Tim Tim! Vamos brindar ao Cristo Ressuscitado! Christos Anéstis!!!


Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR