Seguidores

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

ESPECIALMENTE PARA VOCÊ QUE É MEU AMIGO(A)


Recebi este texto de uma amiga muito querida. Estou repassando porque gostei, mas isso não quer dizer que seja direcionado somente para amigas, pois, serve para amigos também. Eu tenho um amigo, por exemplo, só pra ir ao cinema...Ele adora filmes, principalmente dos filmes que eu também gosto, então toda vez que nós saimos é pra ir ao cinema, depois vamos beber alguma coisa para fazer os comentários...Mas ele é muito mais fanático do que eu por filmes. Ele sabe até o nome do diretor...Imagina!!!  Eu não consigo nem guardar o nome dos filmes que assisto. Levo a maior bronca dele. Agora eu comprei um mini agenda e nela anoto o nome dos filmes, atores principais e diretores, não que eu ache tão importante, mas assim quando ele perguntar eu não levo mais bronca kkkkkkk. 
Minhas amigas  curtem mais sair pra dançar ou para comer e beber. E tem vocês, é claro que gostam de blogar, ou tuitar como eu!!! Portanto, este artigo eu dedico a todos vocês, amigos e amigas, sem distinção. 
Vamos ao texto:

"Quando eu era pequena, acreditava no conceito de uma melhor amiga. Depois, como mulher, descobri que se você permitir que seu coração se abra, você encontrará o melhor em muitas amigas.

É preciso uma amiga quando você está com problemas com seu companheiro. 
É preciso outra amiga quando você está com problemas com sua mãe. 
Outra quando você quer fazer compras, compartilhar, curar, ferir, brincar ou apenas ser. 
Uma amiga dirá:  ‘vamos orar’, 
uma outra ‘vamos chorar’, 
outra ‘vamos lutar’ outra ‘vamos fugir’. 

Uma amiga atenderá às suas necessidades espirituais, uma outra à sua loucura por sapatos, uma outra à sua paixão por filmes, outra estará com você em seus períodos confusos, outra será a luz e uma outra será o vento sob suas asas. 

Mas onde quer que ela se encaixe em sua vida, independente da ocasião, do dia ou de quando você precisa, seja com seus tênis e cabelos presos, ou para impedir que você faça uma loucura… todas essas são suas melhores amigas. 

Elas podem ser concentradas em uma única mulher ou em várias… uma do ginásio, uma do colegial, várias dos anos de faculdade, algumas de antigos empregos, algumas da igreja, outras do grupo de canto coral, em alguns dias sua mãe, em alguns dias sua vizinha, em outros suas irmãs, e em outros suas filhas. 
Assim, podem ter sido 20 minutos ou 20 anos o tempo que essas mulheres passaram e fizeram a diferença em sua vida. 

Obrigada a todas que fazem parte do meu círculo de mulheres maravilhosas que fizeram e ainda fazem a diferença em minha vida!!! ".


Desconheço o autor.

Um beijo bem carinho
para minhas amigas
e meus amigos também!!!


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

QUANDO A DOR É APENAS DOR

Pessoas lindas, boa tarde!
Quero me desculpar pela ausência mas, estou terminando um relatório que tenho que entregar até dia 28. Como não encontrei ninguém para revisar pra mim, estou fazendo isto também...
Em breve estarei mais presente, inclusive passando para a costumeira visita nos blogs de vocês!

"Cada dor tem a intensidade que lhe damos porque, por sí só, a dor é apenas dor.

Em cada período de minha vida, minha dor sofreu os "enxertos" de minhas interpretações, como não poderia deixar de ser. Com isso ela foi especial, só minha, vivenciada do meu modo.

Não aprendi a interpretá-la de outra forma, pois os que poderiam ter me dito algo sobre ela, revelando-me seus necessários mecanismos ocultos, estavam sobrecarregados com suas próprias limitações que os infelicitavam.

Parece que quando nasci houve dor na alegria. Não cheguei à um porto seguro. Desci minhas bagagens nuas num caís deserto e alguém sómente me perguntou que nome eu queria desta vez, para me ocultar numa nova personalidade.

Vezes sem conta, andei atrás de passos vacilantes e ouvi inúmeras vezes lamentos endereçados à vida.

Em outros e inúmeros momentos, me asseguraram através de mensagens muito sutis, mas poderosas, que este mundo não era seguro pois era governado tirânicamente pela dor.

Assim, durante muito tempo, interpretei a dor como inimiga implacável da felicidade, e não como mestrfa que educa e aponta os Altos Cimos da evolução espiritual.

Houve um dia, porém, em que a dor me sorriu no espelho onde eu via refletidas minhas amarguras cotidianas. Naquele momento, então, compreendi que ela queria sómente um espaço em minha vida para me trazer o remédio que cura, e não para tirinizar-me com suas exigências insuportáveis.

Foi através da dor bem compreendida que aprendi a retirar das minhas reflexões, a poesia que toca de forma sensível os que estão desesperados.

Sendo assim, quando sofro algum impacto emocional que traduzo como desconforto imerecido, permito que minhas reflexões em contínuo crescimento me ofereçam o lado bom das experiências difíceis que não pude evitar.

Por isso, hoje, dou à dor o mínimo de acréscimo pessoal, e desnecessário, para que ela possa transmitir-me sua própria mensagem desvinculada de qualquer compromisso com meus infortúnios que logo passarão".

TARCISIO ALCANTARA
Caxambu(MG), 24-11-2004

Gostaram?
Então comentem...


Beijos carinhosos!




terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

QUE LA LAFONTAINE QUE NADA!



Rir ainda é o melhor remédio!!....Por este motivo estou repassando esse texto divertido que minha irmã enviou por email. Com o perdão do autor da Fábula, mas tem horas que dá vontade subverter a ordem das coisas...KKKKKKK!

"Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.
Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida
para o período de inverno.
Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem o bate-papo
com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha gelada.
Seu nome era 'Trabalho', e seu sobrenome era 'Sempre'.

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos
bares da cidade; não desperdiçou nem um minuto sequer. Cantou durante todo o
outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu prá valer sem se preocupar com o
inverno que estava por vir.

Então, passados alguns dias, começou a esfriar.
Era o inverno que estava começando.

A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e
aconchegante toca, repleta de comida.
Mas alguém chamava por seu nome, do lado de fora da toca.
Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu.
Sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari amarela com um aconchegante
casaco de vison.

E a cigarra disse para a formiguinha:
- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris.
- Será que você poderia cuidar da minha toca?
- E a formiguinha respondeu:
- Claro, sem problemas!
- Mas o que lhe aconteceu?
- Como você conseguiu dinheiro para ir à Paris e comprar esta Ferrari?

E a cigarra respondeu:
Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um
produtor gostou da minha voz.
Fechei um contrato de seis meses para fazer show em Paris...
À propósito, a amiga deseja alguma coisa de lá?

Desejo sim, respondeu a formiguinha.
Se você encontrar o La Fontaine (Autor da Fábula Original) por lá, manda ele
ir para a 'Puta Que O Pariu!!!'

Moral da História:
Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia
só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão.
Trabalhe, mas curta a sua vida. Ela é única!!!
Se você não encontrar a sua metade da laranja, não desanime, procure Sua
metade do limão, adicione açúcar, pinga e gelo, e....

Seja feliz !"
(autor desconhecido)

Esta claro que este autor está revoltado com a vida e muito cansado de ser politicamente correto, mas uma coisa é certa: NÃO DEVEMOS FICAR DEMASIADAMENTE PREOCUPADOS COM A NOSSA VIDA. As vezes é preciso relaxar, mudar o tom e dar muita risada!!!

"A Vida é curta, Quebre regras, Perdoe rapidamente, Beije demoradamente, Ame
verdadeiramente, 'Pratique intensamente', Ria incontrolavelmente e nunca
deixe de Sorrir, por mais estranho que seja o motivo."


Beijos carinhosos!


sábado, 19 de fevereiro de 2011

Sobre estar sozinho


Eu me sinto apta a opinar sobre este texto, pois, depois de uma casamento de 10 anos e um noivado de 2 (quase casamento), decidi não mais me casar. Vivo junto comigo mesma desde que minha filha se casou e mudou para Cuiabá. Adoooooooooro!!!!!!! Não abro mão desta liberdade por nada deste mundo! Namorar é muito bom. Beijar na boca também, mas conviver junto, na mesma casa? Não obrigada! 
É realmente muito importante ficarmos um tempo sem ninguém. É a melhor maneira de nos conhecermos melhor...Só que depois a gente se acostuma e fica difícil convencer a outra parte de que, para manter um relacionamento saudável não é preciso juntar as escovas de dentes...E quando o outro não concorda dá um curto na relação...Aí você escolhe sempre aquilo que é melhor pra você e o que te faz mais feliz!!!



"Não é apenas o avanço tecnológico que marcou o inicio deste milênio. As

relações afetivas também estão passando por profundas transformações e
revolucionando o conceito de amor.

O que se busca hoje é uma relação compatível com os tempos modernos, na
qual exista individualidade, respeito, alegria e prazer de estar junto, e
não mais uma relação de dependência, em que um responsabiliza o outro pelo
seu bem-estar. A idéia de uma pessoa ser o remédio para nossa felicidade,
que nasceu com o romantismo, está fadada a desaparecer neste início de
século. O amor romântico parte da premissa de que somos uma fração e
precisamos encontrar nossa outra metade para nos sentirmos completos.
Muitas vezes ocorre até um processo de despersonalização que,
historicamente, tem atingido mais a mulher. Ela abandona suas
características, para se amalgamar ao projeto masculino. A teoria da
ligação entre opostos também vem dessa raiz: o outro tem de saber fazer o
que eu não sei. Se sou manso, ele deve ser agressivo, e assim por diante.
Uma idéia prática de sobrevivência, e pouco romântica, por sinal.

A palavra de ordem deste século é parceria. Estamos trocando o amor
denecessidade, pelo amor de desejo. Eu gosto e desejo a companhia, mas não
preciso, o que é muito diferente. Com os avanços tecnológicos, que exige
mais tempo individual, as pessoas estão perdendo o pavor de ficar sozinha,
e aprendendo a conviver melhor consigo mesma. Elas estão começando a
perceber que se sente fração, mas são inteiras. O outro, com o qual se
estabelece um elo, também se sente uma fração. Não é príncipe ou salvador
de coisa nenhuma. É apenas um companheiro de viagem.

O homem é um animal que vai mudando o mundo, e depois tem de ir se
reciclando, para se adaptar ao mundo que fabricou. Estamos entrando na era
da individualidade, o que não tem nada a ver com egoísmo. O egoísta não
tem energia própria; ele se alimenta da energia que vem do outro, seja ela
financeira ou moral.

A nova forma de amor, ou mais amor, tem nova feição e significado. Visa à
aproximação de dois inteiros, e não a união de duas metades. E ela só é
possível para aqueles que conseguirem trabalhar sua individualidade.
Quanto mais o indivíduo for competente para viver sozinho, mais preparado
estará para uma boa relação afetiva.

A solidão é boa, ficar sozinho não é vergonhoso. Ao contrário, dá dignidade
à pessoa. As boas relações afetivas são ótimas, são muito parecidas com o
ficar sozinho, ninguém exige nada de ninguém e ambos crescem. Relações de
dominação e de concessões exageradas são coisas do século passado. Cada
cérebro é único. Nosso modo de pensar e agir não serve de referência para
avaliar ninguém.

Muitas vezes, pensamos que o outro é nossa alma gêmea e, na verdade, o que
fizemos foi inventá-lo ao nosso gosto. Todas as pessoas deveriam ficar
sozinhas de vez em quando, para estabelecer um diálogo interno e descobrir
sua força pessoal. Na solidão, o indivíduo entende que a harmonia e a paz
de espírito só podem ser encontradas dentro dele mesmo, e não a partir do
outro. Ao perceber isso, ele se torna menos crítico e mais compreensivo
quanto às diferenças, respeitando a maneira de ser de cada um.

O amor de duas pessoas inteiras é bem mais saudável. Nesse tipo de ligação,
há o aconchego, o prazer da companhia e o respeito pelo ser amado.

Nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo..."

(Flávio Gikovate, médico psicoterapeuta)




Beijos carinhosos


DENGUE NUNCA MAIS!!!


Aguém que já teve dengue, como eu, sente arrepios só de pensar no malfadado mosquitinho Aedes Aegypt. É por isso que estou postando estas receitas,  para vocês fazerem em casa. A primeira trata-se de uma mistura que você pode fazer e passar uma gotinha no corpo ou nos cômodos da casa. A segunda, como mostra na figura, é mais simples ainda, e pode estar ao alcance de todos, pois são receitas baratas, simples e estão ao alcance de todos . Afinal, é melhor prevenir do que remediar. 

"Senhores, volto a insistir, com tanta chuva, está sendo impossível controlar poças d'agua e criadouros, como sabem. 
Estou fazendo um trabalho de formiguinha e está dando certo. 
Este repelente caseiro, ingredientes de grande disponibilidade, fácil de preparar em casa, de agradável aroma, econômico. 
Em contato com pessoas, tenho notado que não se protegem, estão reclamando que crianças estão cheias de picadas. 
Tenho distribuído frascos como amostra, todos estão aderindo. 
Já distribuí 500 frascos e continuo. 
Mas, sou sozinha, trabalhando com recursos próprios, devido ao grande número de casos de dengue, não consigo abranger. 
Gostaria que a SUCEN sugerisse aos municípios distribuir este repelente (numa emergência) nos bairros carentes com focos da dengue, ensinando o povo para futuramente preparar e usar diariamente, como se usa sabonete, pasta de dente. 
Protegeria as pessoas e ao mesmo tempo, diminuiria a fonte de proteína do sangue humano para o aedes maturar seus ovos, atrapalhando assim, a proliferação. 
Não acham que qualquer ação que venha a somar nesta luta deveria ser bem vinda? 


DENGUE I: 
FAÇA O REPELENTE DOS PESCADORES EM CASA: 
1/2 litro de álcool;- 1 pacote de cravo da Índia (10 gr);- 1 vidro de óleo de nenê (100ml) 
Deixe o cravo curtindo no álcool uns 4 dias agitando, cedo e de tarde; 
Depois coloque o óleo corporal (pode ser de amêndoas, camomila, erva-doce, aloe vera). 
Passe só uma gota no braço e pernas e o mosquito foge do cômodo. O cravo espanta formigas da cozinha e dos eletrônicos, espanta as pulgas dos animais. 
O repelente evita que o mosquito sugue o sangue, assim, ele não consegue maturar os ovos e atrapalha a postura, vai diminuindo a proliferação. A comunidade toda tem de usar, como num mutirão. Não forneça sangue para o aedes aegypti!". 


Ioshiko Nobukuni 
(Sobrevivente da dengue hemorrágica).

A segunda receita:

Meio limão espetado com cravos da índia ajuda a afastar o Aedes Aegypt, e até pernilongos. Faça como na foto. Enterre alguns cravos em meio limão. Faça isso com 3 ou 4 limões e espalhe pela casa.

Mais uma arma para afastar os mosquitos e se prevenir contra a dengue, malária e outras doenças transmitidas por mosquitos!
Em um dia de infestação, incremente a receita com pó-de-cravo, assim você ficará livre dos mosquitos por uma semana inteira! Faça o teste e deixe o inseticida de lado!


Gostaram? Então um
lindo e repousante
fim de semana à
todos vocês!!!

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

COMO MANTER-SE JOVEM






Gostaram  da mensagem "Receita de Dona Cacilda"? Linda não!? Mas ainda não terminou...Ela manda dizer que, para manter-se SEMPRE JOVEM, é preciso vivenciar, pelo menos 7% destes itens abaixo:


1. Deixe fora os números que não são essenciais. Isto inclui a idade, o peso e a altura. 
Deixe que os médicos se preocupem com isso.  
2. Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo
(Lembre-se disto se for um desses depressivos!) 
3. Aprenda sempre: 
Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja. Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso. 
'Uma mente preguiçosa é oficina do Alemão.' E o nome do Alemão é Alzheimer! 
4. Aprecie mais as pequenas coisas 
5. Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar. 
E se tiver um amigo que o faça rir, passe muito e muito tempo com ele / ela!
6. Quando as lágrimas aparecerem 
Aguente, sofra e ultrapasse. 
A única pessoa que fica conosco toda a nossa vida somos nós próprios. 
VIVA enquanto estiver vivo.
 
7. Rodeie-se das coisas que ama: 
Quer seja a família, animais, plantas, hobbies, o que quer que seja.
O seu lar é o seu refugio.
 
8. Tome cuidado com a sua saúde: 
Se é boa, mantenha-a. 
Se é instável, melhore-a. 
Se não consegue melhora-la , procure ajuda.
 
9. Não faça viagens de culpaFaça uma viagem ao centro comercialaté a um país diferente, 
 mas NÃO para onde  haja culpa 

10. Diga às pessoas que ama que as ama a cada oportunidade. 

E, se não indicar este blog a pelo menos quatro pessoas - quem é que se importa? 
Serão apenas menos quatro pessoasque deixarão de sorrir ao ver umamensagem como esta. 

Tá esperando o que?
Sai correndo e vai divulgar!!!

Beijos carinhosos!!!


quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

QUAL É O SEU TAMANHO???

Você é alto, gordo, baixo ou magro? Afinal qual é o seu tamanho? O homem é o que ele mede? Mas que medida é essa?
Fiquem com um belo texto deste autor excelente, e reflitam sobre o assunto...Eu ainda sou muito pequena, mas estou sempre me esforçando para um dia ser GRANDE!!!

"O tamanho das pessoas, varia conforme o grau de envolvimento…
Uma pessoa é enorme para ti, quando fala do que leu e viveu, quando te trata com carinho e respeito, quando te olha nos olhos e sorri .
É pequena para ti quando só pensa em si mesma, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade, o carinho, o respeito, o zelo e até mesmo o amor.
Uma pessoa é gigante para ti quando se interessa pela tua vida, quando procura alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto contigo. E pequena quando se desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos da moda.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. O nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de acções e reacções, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande… é a sua sensibilidade, sem tamanho…"


William Shakespeare








Beijos carinhosos!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Receita de Dona Cacilda


Recebi da minha amiga Vera Locilento, este texto maravilhoso e cheio de lições de vida. Por isto estou repassando pra vocês...
        
         Dona Cacilda é uma senhora de 92 anos, miúda, e tão elegante, que todo dia às 08 da manhã ela já está toda vestida, bem penteada e discretamente maquiada, apesar de sua pouca visão.
E hoje ela se mudou para uma casa de repouso: o marido, com quem ela viveu 70 anos, morreu recentemente, e não havia outra solução.
Depois de esperar pacientemente por duas horas na sala de visitas, ela ainda deu um lindo sorriso quando a atendente veio dizer que seu quarto estava pronto. Enquanto ela manobrava o andador em direção ao elevador, dei uma descrição do seu minúsculo quartinho, inclusive das cortinas floridas que enfeitavam a janela.

Ela me interrompeu com o entusiasmo de uma garotinha que acabou de ganhar um filhote de cachorrinho.
- Ah, eu adoro essas cortinas...
- Dona Cacilda, a senhora ainda nem viu seu quarto... Espera um pouco...
- Isto não tem nada a ver, ela respondeu, felicidade é algo que você decide por princípio. Se eu vou gostar ou não do meu quarto, não depende de como a mobília vai estar arrumada... Vai depender de como eu preparo minha expectativa. E eu já decidi que vou adorar. É uma decisão que tomo todo dia quando acordo.
Sabe, eu posso passar o dia inteiro na cama, contando as dificuldades que tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem...
Ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me obedecem.
- Simples assim?
- Nem tanto; isto é para quem tem autocontrole e exigiu de mim um certo 'treino' pelos anos a fora, mas é bom saber que ainda posso dirigir meus pensamentos e escolher, em conseqüência, os sentimentos.
Calmamente ela continuou:
- Cada dia é um presente, e enquanto meus olhos se abrirem, vou focalizar o novo dia, mas também as lembranças alegres que eu guardei para esta época da vida. A velhice é como uma conta bancária: você só retira aquilo que guardou. Então, meu conselho para você é depositar um monte de alegrias e felicidades na sua Conta de Lembranças. E, aliás, obrigada por este seu depósito no meu Banco de lembranças. Como você vê, eu ainda continuo depositando e acredito que, por mais complexa que seja a vida, sábio é quem a simplifica.

Depois desta bela lição de vida
desejo a todos uma semana
de muita alegria!!!
                

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Coisas que a vida ensina depois dos 40...



Amor não se implora, 
não se pede, não se espera... Amor se vive, ou  não.

 Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você. 

Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para
 mostrar ao homem o que é 
fidelidade. 

Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz.

As pessoas que falam dos 
outros pra você, vão falar de você para os outros.

Perdoar e esquecer nos torna mais  jovens.

Água é um  santo remédio. 

Deus  inventou o choro para o homem não  explodir.

Ausência  de regras é uma regra que depende do bom senso. 

Não  existe comida ruim, existe comida mal temperada. 

 A criatividade caminha junto com a falta de grana. 

 Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar. 

 Amigos de verdade nunca te abandonam. 

O  carinho é a melhor arma contra o ódio. 

As diferenças  tornam a vida mais bonita e colorida. 

 Há poesia em  toda a criação divina. 

 Deus é o maior poeta de todos 
os tempos. 

A música é a sobremesa da vida.

Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem  mente. 

Filhos são presentes raros. 

De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças acerca de suas 
ações. 

Obrigado, desculpa, por favor, são palavras  mágicas, chaves que
 abrem portas para uma vida melhor. 

 O amor... ah, o amor... 
O amor quebra barreiras, 
une facções, destrói preconceitos, cura  doenças... 

Não há vida decente sem amor! 

E é certo,  quem ama, é muito amado. 

 E vive a vida mais alegremente... 

© Artur da Távola - 
1936/2008



 BEIJOS CARINHOSOS
BOM FIM DE SEMANA!!!!


Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR