Seguidores

quinta-feira, 17 de março de 2011

QUAL O LOBO QUE VOCÊ ALIMENTA?


Há uma história, contada por uma tribo de índios Navajo que era transmitida dos mais velhos para os mais jovens. Assim sendo:

"Um velho na tribo disse ao seu neto:
'Às vezes tenho a impressão que dentro de mim existe uma briga entre dois lobos. Um dos lobos é mau. É o lobo da raiva, da inveja, da preocupação, da reclamação, da ganância, da arrogância, da auto-piedade, da culpa, da sensação de inferioridade ou superioridade; do medo da cura de meu corpo e da alma, do sucesso, de não saber aceitar a verdade do próximo. O outro lobo é bom. É o lobo da alegria, da paz, do amor, da esperança, da tranqüilidade, humildade, bondade e compaixão.'
Depois de pensar um pouco sobre as palavras do avô, o menino perguntou:
'Me diga, vovô, qual dos dois lobos vai vencer?'
E o avô respondeu: ' O lobo que eu decidir alimentar'. "

E como é fácil a pessoa alimentar o  seu lado mais perverso, mais monstruoso e, porque não, mais "confortável"! Basta seguir os instintos mais primitivos do ego: Se entregar à preguiça, insistir em enxergar somente o lado racional das coisas, procurar justificativas para a falta de responsabilidade, da moral e dos bons costumes. Fugir de todos os problemas usando como válvula de escape a bebida, a droga, o sexo,etc. Ter como meta prinicipal de vida ser feliz "a qualquer custo". Procurar valer seus direitos sem se preocupar com os deveres. Estes são alguns dos passos principais para continuar a alimentar o lobo errado.

E não é preciso ser mago para advinhar qual é a proporção da humanidade que alimenta o lobo selvagem, basta olhar em volta e constatar o mundo de caos em que estamos vivendo: pai/mãe matam filhos, filhos matam pai/mãe, marido mata esposa ou vice-versa, corrupções de todos os tipos e em todas a áreas. Há um predomínio no modo de pensar dessas pessoas que giram em torno de "tirar o máximo proveito" de tudo e de todos, inclusive na área da política. Quantos animais selvagens travestidos de "homens civilizados"!!!
Aí então surgem os ativistas sociais, com algumas excessões é claro, com suas falsas ideologias fazendo propagandas baratas de si e de "um mundo melhor".(tenha-se em mente: falsas ideologias/falsas bandeiras ideológicas resultam em um mundo melhor repleto de farsas). Líderes políticos que "compram a confiança do povo", com frases de efeito e algumas medidas populistas que nada mais são que "vitrine" de um governo corrupto e incompetente. Esse tipo de político não alimenta mais o lobo selvagem, pois, já se tornou um deles!
E o pior de tudo é que certas pessoas, incautas e mal intencionada votam nesse tipo de político, alimentando ainda mais o lobo selvagem que vive nele.

Não precisamos de falsas bandeiras ideológicas, falsas promessas, falsos moralismos ou pensamentos bonitinhos de simplicidade das coisas ou amor ao próximo. Precisamos de HUMANOS e, óbvio, PRÁTICAS HUMANAS. Precisamos de pessoas que SEJAM aquilo que  propagam. Que dêem  exemplos com AÇÕES e não com PALAVRAS  fantasiadas de  ideologias baratas que eles defendem.
SE VOCÊ ALIMENTA O LOBO SELVAGEM QUE EXISTE NO OUTRO, CONSEQUENTEMENTE ESTARÁ ALIMENTANDO O LOBO ERRADO DE SI PRÓPRIO. Faça a sua parte: SEJA você próprio aquilo que gostaria que o outro fosse, e consequentemente APLIQUE-SE, como um primeiro passo em busca de um mundo melhor!

E então, você já alimentou
o seu lobo hoje?



Um comentário:

Anne Lieri disse...

Marcia,palavras de grande sabedoria!Adorei a msg desse texto,bem atual e necessária!Bjs,

Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR