Seguidores

quarta-feira, 29 de julho de 2015

A CASA DI VINA


A praia de Itapuã, em Salvador na Bahia, ficou imortalizada pelo poeta e cantor Vinícius de Moraes com a música Tarde em Itapuã. Ali viveu o escritor, poeta e diplomata com a sétima esposa Gessy Gesse. 
O casamento foi na Bahia no ano de 1970 e durou 6 anos. Em 1974 Vinícius, influenciado pela mulher, deixou a vida boêmia no Rio de Janeiro e foi viver na pacata casa na Bahia, construída em 1974.

  
Com Gessy, que era atriz,  Vinícius teve um relacionamento explosivo, e gerou muitos comentários maldosos enquanto durou o casamento. Seus amigos mais íntimos acusava a baiana de ter levado o poeta para a Bahia e tentado afastá-lo dos amigos, de inicia-lo no candomblé e de ser responsável pela fase de "criação populesca" do poeta. 


Em 1976 por ocasião da minha lua de mel, tive a oportunidade de conhecer este fantástico lugar, bem como a casa do poeta, que vi de longe, é claro, mas que muito me emocionou.


Hoje, a casa em que viveu Vinícius de Moraes, foi transformada em um charmoso restaurante. De acordo com reportagem da Casa Vogue, "em 2000, apaixonada pelas histórias que a casa contava", Renata Proserpio,que havia adquirio um terreno ao lado da casa do poeta, onde ergueu um hotel chamado Mar do Brasil, decidiu comprar a residência, cuja estrutura vem sendo mantida em seu aspecto original. A sala de estar do casal foi recriada e decorada com objetos pessoais cedidos por Gessy, como o violão e a máquina de escrever, onde repousa a letra original da famosa música Tarde em Itapuã.



"A suíte principal também guarda lembranças do poeta, como a banheira com as louças da época, estrategicamente voltada para o mar de Itapuã, e o banheiro de azulejos pintados pelo artista Udo Knoff, em 1975. Udo também é o responsável pela piscina da casa, em formato de ameba, piso de mosaico e pedra portuguesa"


Abaixo, o restauranteur italiano Stefano Bof, com quem o Em 2015, Renata se associou  para transformar a morada em um restaurante, o "Casa di Vina".  A chef baiana Maria das Graças dos Santos, comanda a cozinha e, juntamente com Stefano, desenvolveu receitas próprias "inspiradas na culinária italiana em um rico casamento com o pescado e os frutos do mar do litoral baiano".


Grigliata del Mare, um dos pratos mais pedidos na Casa di Vina


Os objetos de Vinícius foram cedidos por Gessy Gesse para a ambientação do espaço


Máquina de escrever com a primeira versão de Tarde em Itapuã, música composta por Vinícius e Toquinho na casa


A casa original, construída na década de 70


Depois sentir o arrepio
Do vento que a noite traz
E o diz-que-diz-que macio
Que brota dos coqueirais…
E nos espaços serenos
Sem ontem nem amanhã
Dormir nos braços morenos
Da lua de Itapuã
É bom!…
Passar uma tarde em Itapuã
Ao sol que arde em Itapuã
Ouvindo o mar de Itapuã
Falar de amor em Itapuã…


Beijos carinhosos!


21 comentários:

Edumanes disse...

Porque é belo tenho a certeza,
o poema que estive aqui a ler
escrito com tanta delicadeza
por mãos que bem sabem escrever!

Tenha uma boa tarde amiga Marineide, um abraço,
Eduardo.

Toninho disse...

Bonito relato da vida baiana do branco mais preto do Brasil como ele dizia.
Itapuã é mesmo um lugar diferenciado nesta parte do bairro.
Pouco a frente hoje há uma estatua do poetinha sentado junto a uma mesa olhando para o farol e mar de Itapuã.
Bela homenagem amiga.
Carinhoso abraço.
Beijo.

Estela disse...

Oi Má
bem bacana esse apanhado da vida do poetinha.
me deu umafominha daquele prato....delicia

É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração

Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não

bjusss

Jaime Portela disse...

Não sabia dos pormenores da mudança do Vinicius para a Bahia.
Mas o lugar é lindo...
Marineide, obrigado pela sua visita.
Tenha um bom resto de semana.
Beijinhos.

Tetê disse...

Oi Marineide! Um post muito interessante e bonito! Obrigada pela partilha! BJks Tetê

Vera Lúcia disse...


Olá Marineide,

Grande e inesquecível Vinícius!
Tive oportunidade de conhecer a praia de Itapuã, que é lindíssima.
Desconhecia estas informações sobre a vida de Vinícius.
O restaurante "Casa Di Vina", com certeza, é um ponto turístico muito explorado. Voltando a Salvador vou tentar dar uma 'espiadinha' por lá.

Beijo.

Graça Pires disse...

Gostei de ler sobre o poeta Vinícius de Moraes que tanto admiro.
Um beijo.

MARILENE disse...

Um homem admirado por sua sabedoria em lidar com as palavras. Todos o reverenciamos, merecidamente. Não conhecia os fatos que mencionou, sequer a existência do restaurante. Ainda vou dar uma passadinha por lá (rss). Bjs.

Evanir disse...

Nunca me esqueço daquele que trás no coração
carinho amor e respeito um bem querer.
Como é bom poder contar com sua amizade,
como é bom ter esperança mesmo ,
quando imaginamos estar sozinhos.
Sem duvidas não é verdade tenho sua amizade,
fidelidade e o amor incondicional de Deus.
Deixo um abraço com muito carinho
Beijos no seu doce coração.
Evanir S Garcia.

Zilani Célia disse...

OI MARINEIDE!
BONITO POST, TRAZENDO A NOSSAS LEMBRANÇAS A HISTÓRIA DO SAUDOSO VINICIUS DE MORAES.
BOM FINAL DE SEMANA.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Silenciosamente ouvindo... disse...

Gostei imenso deste seu post.
Deu para ficar a saber mais coisas sobre o Vinícius.
Como eu gostaria de visitar esse sítio.
Sobre o seu cunhado "lamento".
Neste momento tenho uma amiga de quase 50 anos a
viver situação indêntica com o marido.
O drama desta doença é o que faz sofrer ao doente e
quem coabita com ele.
É preciso muita força.
Bjs. Irene

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Marineide.
Tão bom "visitar" Vinícius.
Não conhecia essa história de Vinícius e é sempre interessante.
bj amg

Clau disse...

Oi Marineide,
Não conhecia a música, nem a história dela,
achei o local exuberante, certamente
(o agora restaurante), é muito agradável!
Beijos \o/

ONG ALERTA disse...

Que máximo ser transformado em restaurante agirei jbjbj Lisette.

Berço do Mundo disse...

Imagino que o lugar evoque em vc sentimentos agridoces.
Ainda bem que hoje se pode apreciar o espaço e as recordações do autor. Deve emprestar um ambiente belíssimo ao restaurante.
Beijinhos, um doce domingo
Ruthia d'O Berço do Mundo

Simone Felic disse...

Uma história muito interessante, que rodeia este casal , e preservar história é muito bom.
beijinhos

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Eis a alma do poeta
acendendo a chama
da inspiração...

Que estrelas brilhem em tuas noites.

Ana Freire disse...

Desconhecia esta história sobre Vinícius... pelo que adorei seu post, tão esclarecedor... mostrando o aproveitamento do local... que é belíssimo, e parecendo actualmente super bem aproveitado!
Beijos, Marineide! Deixando um até breve... que o tempo, logo, logo transformará num até já... enquanto me ausento do meu blog, só por um tempinho...
Tudo de bom!
Ana

Lourisvaldo Santana disse...

"o arrepio do vento que a noite traz"

Palavras do coração de um poeta.

Pesquisa excelente, Marineide!



Abraços!

As Mulheres 4estacoes disse...

Sempre ouvia essa música. Os fatos eu desconhecia.
Abraços,Sonia

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Uma postagem maravilhosa, adorei, nossa tudo de bom, a música traz belas recordações, bjos Luconi

Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR