Seguidores

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O QUE DEUS TEM A VER COM A CONDENAÇÃO DE SEKINEH?


Até o momento não temos notícias sobre a execução de Sekineh no Irã. Hummmmm isso me cheira muito mal!!
Como não acredito em “ditadores e tiranos”, temo que ela seja executada às escondidas e só depois, sob um pretexto “maquiado”, a notícia seja divulgada para o mundo.

O que mais gera estranheza é que a lei que condena Sekineh é atribuída a Deus. Existe uma grande distancia entre o coração de Deus e o coração daqueles que executam mulheres como Sekineh.

Mateus 9.13 Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero e não sacrifício. Porque eu não vim para chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.
Romanos 5.8 Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.
Tiago 5.20 saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador salvará da morte uma alma e cobrirá uma multidão de pecados.

Skineh Mohammadi Ashtiani Presa desde 2006 na cadeia de Tabriz, Sakineh em declaraçao ao jornal britânico “Guardian” por meio de um intermediário cuja identidade foi mantida em sigilo. Ela declarou que “É por eu ser uma mulher, é por eles acharem que podem fazer o que quiserem com as mulheres, neste país. Para eles, adultério é pior que homicídio. Mas não todos os tipos de adultério: um homem adúltero pode nem ser preso, mas uma mulher adúltera é o fim do mundo”.  Isso mostra até onde vai a capacidade segregadora de uma sociedade contaminada pela religião fundamentalista. Bem sabemos que adultério é pecado, alias o que é o pecado? Pecado é transgredir a lei de Deus. Perante a bíblia Sakineh  é exatamente igual a qualquer homem adultero. Ela experimentou um pecado igual a qualquer outro como: mentira, cobiça, inveja, linguagem indecente, luxuria, abuso de poder e tantos outros que são tão comuns ao currículo da sociedade atual. Jesus Cristo morreu na cruz pela vida desta mulher e através do sacrifício na cruz ela pode ser perdoada de seus erros. 
Deus ama Sakineh e não aprova o pecado que ela cometeu. Mas nos deu a oportunidade do perdão pelo arrependimento...
Me sensibiliza a situação desta mulher iraniana que já recebeu 99 chibatadas pelo adultério, recebeu uma condenação de apedrejamento que foi mudada para enforcamento e hoje esta isolada sem contato com a família aguardando a execução. 

Enfim, que atire a primeira pedra 
aquele que jamais pecou!!!




3 comentários:

RECANTO DOS AUTORES disse...

Marcia,muito bem escrito e abordado tão polemico assunto!Parabéns!Tb considero uma grande injustiça o que estão fazendo com essa mulher!Tem poesia sua em nosso blog hoje!Bjs,

Diu Mota disse...

http://www.bc.furb.br/sarauEletronico/index.php?option=com_content&task=view&id=111&Itemid=40

Bem, a gente tem que acreditar na boa vontade humana.

Abç forte

Vivian disse...

Olá amiga!!

Como pode, ainda existir tais atitudes em nome das leis de Deus!!
Infelizmente cada um aplica a lei como lhe convém! Sei que tais crenças fazem parte das leis muçulmanas.Mas para quem nasceu num país ,como o nosso, que apesar de tudo é livre e democrático fica muito difícil de entender!!
Que Deus abençõe Sekineh!

Beijos!Viu o selinho da amizade lá no blog?Bom Dia!!
Atenciosamente

Related Posts with Thumbnails

RECOMENDO COM LOUVOR